Tradutora brasileira é peça-chave na literatura latino-americana contemporânea

Literatura Latino-americana contemporânea ganha espaço no mercado editorial graças a tradutora Mariana Sanchez

A literatura latino-americana contemporânea tem ganhado cada vez mais espaço no mercado editorial nos últimos anos. Um dos nomes responsáveis por essa difusão é Mariana Sanchez, jornalista que há mais de uma década dedica-se a traduzir obras de autores da Argentina e do Chile.

Entre as obras que ela já traduziu, destacam-se “Sistema do Tato”, de Alejandra Costa Magno (Moinhos), “Salvatierra”, de Pedro Mairal (Todavia), “A Irmã Menor: Um Retrato de Silvina Ocampo”, de Mariana Enriquez, “Tornar-se Palestina”, de Lina Meruane, e “Eisejuaz”, de Sara Gallardo (esses últimos três publicados pela Relicário).

Mariana também traduziu nomes como Sylvia Molloy e Samanta Schweblin para o português. Além disso, faz parte da curadoria e coordenação editorial da Coleção Nos.Otras, da editora Relicário.

Em entrevista ao podcast do Página Cinco sobre a literatura latino-americana contemporânea, Mariana Sanchez conta um pouco mais sobre seu trabalho como tradutora e como tem sido importante para disseminar essa literatura.

“Com o meu trabalho, é possível ter acesso a obras interessantes da América Latina sem precisar dominar outros idiomas. Dessa forma, a literatura latino-americana pode chegar a mais pessoas e ter mais espaço no mercado editorial”, afirma Mariana Sanchez.

A arte escolhida para ilustrar esse episódio do podcast foi América Invertida, de Joaquín Torres García. Você pode ouvir o Página Cinco no Spotify, Apple Podcasts, Deezer, SoundCloud e YouTube.

Responsável pela difusão: Mariana Sanchez
Obras traduzidas: “Sistema do Tato”, de Alejandra Costa Magno (Moinhos); “Salvatierra”, de Pedro Mairal (Todavia); “A Irmã Menor: Um Retrato de Silvina Ocampo”, de Mariana Enriquez; “Tornar-se Palestina”, de Lina Meruane; e “Eisejuaz”, de Sara Gallardo (esses últimos três publicados pela Relicário)
Nomes traduzidos: Sylvia Molloy e Samanta Schweblin
Coleção: Nos.Otras, da editora Relicário

Descoberta de nova espécie de borboleta na Amazônia

Com informações do site G1

Katia Rangel Katia Rangel

erente de projetos do portal. Graduada em Letras, tem como missão cuidar da parte técnica do site e garantir que tudo esteja sempre funcionando perfeitamente. Graduada em Letras pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Katia Rangel é a gerente de projetos do portal Bienaldolivrojf.com.br.

Deixe um comentário